qui. jul 9th, 2020

Job Notícias

Mantendo vocês atualizados

Como decisão histórica da Justiça dos EUA protege trabalhadores gays e trans da discriminação

1 min read

Em uma decisão considerada histórica, a Suprema Corte dos Estados Unidos, a mais alta instância da Justiça americana, afirmou nesta segunda-feira (15/06) que empregados não podem sofrer discriminação no trabalho por serem gays ou transgêneros.

A decisão, com seis votos a favor e três contra, representa uma vitória para trabalhadores LGBTQ (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros e queer), que até então corriam o risco de serem demitidos por causa de sua orientação sexual e identidade de gênero.

“Essa é uma vitória enorme para a igualdade LGBTQ”, disse o diretor do projeto de LGBTQ e HIV da organização de direitos civis União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU, na sigla em inglês), James Esseks.

“A definição da Suprema Corte de que é ilícito demitir pessoas por serem LGBTQ é o resultado de décadas de ativistas lutando por nossos direitos.”

Votos de juízes conservadores

A decisão contou com os votos de dois juízes da ala conservadora do tribunal, John Roberts e Neil Gorsuch, que se uniram aos quatro juízes da ala liberal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *