ter. set 22nd, 2020

Job Notícias

Mantendo vocês atualizados

Últimas notícias sobre o covid-19

7 min read
Número de mortos nos EUA por complicações relacionadas à Covid-19 passa de 1.000. País é o 3º com maior número de infecções pelo novo coronavírus. Espanha registra 4 mil mortes

Passou de 500 mil o número de pessoas infectadas no mundo inteiro com o novo coronavírus. De acordo com a Universidade Johns Hopkins, até esta quinta-feira (26) 523.163 pessoas testaram positivo para a Covid-19, doença provocada pelo vírus. São 23.639 mortos e 122.059 recuperados.

A Itália é o país com o maior número de mortos: 8.215. Além disso, está perto de passar a China em infectados: chegou a 80.589, contra 81.782 do país asiático.

Com mais de 82 mil casos, os Estados Unidos se tornaram nesta quinta-feira (26) o país com mais casos de Covid-19 no mundo, superando a Itália e a China.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse em entrevista coletiva que o aumento dos casos confirmados no país se deveu à ampliação dos exames para os pacientes norte-americanos.

O Senado americano aprovou, por ampla maioria, o pacote de estímulos de US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da pandemia sobre a economia do país. O plano deverá auxiliar trabalhadores, empresas e o sistema de saúde.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, disse que a verba que os EUA direcionaram para o coronavírus não ajuda o governo estadual a recuperar as receitas perdidas, apenas disponibiliza 5 bilhões de dólares para ajudar NY com as despesas do coronavírus.

As últimas notícias desta quinta-feira:

  • Número de infectados no mundo passa de 500 mil
  • EUA se tornam o país com mais casos de coronavírus no mundo
  • China agora impede entrada de estrangeiros e restringe voos
  • G20 diz que vai U$$ 5 trilhões na economia global
  • Espanha chega a 4 mil mortes, mas índice diário cai
  • Quarentena chega ao fim na província de Hubei, na China
  • Diretor da OMS diz que há sinais de desaceleração da pandemia
  • Sobe para 37 o número de médicos mortos por Covid-19 na Itália
  • Papa Francisco testa negativo para a doença, dizem jornais
  • Rússia suspende voos internacionais
  • Coreia adota “tolerância zero” para quem desrespeitar quarentena
  • Hospital de Londres enfrentam “tsunami” de pacientes
  • Arábia Saudita solta 250 presos estrangeiros e pede repatriação
  • Paraguai coloca arame farpado na fronteira com Brasil

Espanha chega a 4 mil mortos

A Espanha registrou 655 mortes nas últimas 24 horas e chegou a 4.145 mortes relacionadas ao novo coronavírus, ficando apenas atrás da Itália. São mais de 56 mil contaminados e quase 3.700 pessoas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) ao redor do país. Segundo o último balanço do Ministério da Saúde, 8.578 pessoas tiveram o vírus detectado entre quarta e quinta-feira.

Santiago Bernabeu servirá como centro de arrecadação de material de saúde — Foto: Paul Hanna/Reuters

Santiago Bernabeu servirá como centro de arrecadação de material de saúde — Foto: Paul Hanna/Reuters

O Real Madrid cedeu seu estádio, o Santiago Bernabeu, para que sirva de centro de arrecadação de material de saúde para lutar contra a pandemia do coronavírus, informou nesta quinta-feia (26) o clube espanhol.

“O estádio Santiago Bernabéu se tornará um espaço adaptado para armazenar as doações de insumos sanitários destinados a lutar contra esta pandemia”, informou o Real Madrid, numa iniciativa em colaboração com o Conselho Superior de Esportes (CSD) espanhol.

Embora seja alarmante, o número de mortes de um dia para o outro diminuiu pela primeira vez desde a última semana, com 83 mortes a menos do que quarta. Médicos e outros profissionais e autoridades de saúde têm trabalhado incansavelmente para controlar a epidemia em hospitais que têm operado com sua capacidade máxima.

Rua em Pamplona, norte da Espanha, vazia em razão da quarentena  — Foto: Alvaro Barrientos/AP Photo

Rua em Pamplona, norte da Espanha, vazia em razão da quarentena — Foto: Alvaro Barrientos/AP Photo

Fim de quarentena em Hubei

A vida começa a voltar à normalidade aos poucos na província chinesa de Hubei, berço da pandemia de Covid-19, porém os moradores acreditam que o novo coronavírus continua sendo um perigo. É o caso da cidade de Huanggang, uma mais afetadas pela pandemia, onde os 7,5 milhões de habitantes estão novamente autorizados a fazer deslocamentos.

O município fica 75 km ao sudeste de Wuhan, a capital da província, que tem o maior número de mortes provocadas pelo novo coronavírus no país (mais de 2.500).

Pelo mundo

O G20, grupo dos 20 países mais ricos do mundo, disse que vai injetar U$$ 5 trilhões na economia global para superar os efeitos do coronavírus. Em encontro extraordinários, os líderes tentaram dar uma resposta à pandemia que já matou mais de 22 mil pessoas no mundo. Valores serão destinados à saúde e para efeitos como desemprego.

O diretor da unidade Europa da Organização Mundial da Saúde (OMS), Hans Kluge, afirmou que há “sinais encorajadores” de desaceleração da pandemia de coronavírus no continente, mas destacou que a situação continua sendo grave.

Uma adolescente de 16 anos morreu após ter sido contaminada pelo coronavírus na região de Paris. A jovem é uma das 365 vítimas do vírus na França nas últimas 24 horas, anunciou nesta quinta-feira (26) o diretor-geral de Saúde, Jérôme Salomon.

A garota, que morava em Île de France, não tinha histórico de doenças. Ela é a primeira vítima nessa faixa etária no país europeu.

Com uma das menores taxas de letalidade por Covid-19 na Europa, a Alemanha foi mencionada pela OMS como exemplo de país que conseguiu realizar muitos diagnósticos da doença. Os alemães têm feito cerca de 500 mil testes por semana, declarou o virologista Christian Drosten, diretor do Instituto de Virologia do Hospital Charité, o maior do país, afiliado à Universidade Humboldt e à Universidade Livre de Berlim.

O número de médicos mortos na Itália em função de complicações relacionadas à Covid-19 subiu para 37, de acordo com a federação dos médicos do país. São mais de 74 mil contaminados e 7.503 mortes.

O Papa Francisco testou negativo para o coronavírus, de acordo com os jornais italianos “Messagero” e “Fatto Quotidiano”. O Vaticano não confirmou a informação. O pontífice foi submetido ao exame depois que um religioso que vive na mesma residência há anos teve a infecção descoberta.

O presidente de Peru, Martín Vizcarra, anunciou nesta quinta-feira que vai estender o estado de emergência e o toque de recolher noturno até 12 de abril para conter o avanço do coronavírus no país, que já registra 580 casos confirmados da doença.

Mulher na Praça Vermelha em Moscou, em 25 de março de 2020 — Foto: Alexander Nemenov / Afp

Mulher na Praça Vermelha em Moscou, em 25 de março de 2020 — Foto: Alexander Nemenov / Afp

A Rússia suspenderá todos os voos internacionais a partir de sexta-feira (27) à meia-noite (18h de Brasília, quinta-feira). O país registra oficialmente 658 casos de infecção pelo Sars-Cov-2.

As autoridades iranianas anunciaram 157 mortes em 24 horas provocadas pela Covid-19, o que eleva a 2.234 o balanço oficial de vítimas da pandemia. Nesse período, foram registrados 2.389 novos contágios, o que eleva o total de casos no país a 29.406.

Os hospitais públicos de Londres enfrentam um “tsunami contínuo” de pacientes de coronavírus, ao mesmo tempo que devem atuar com uma falta “sem precedentes” de profissionais porque muitos estão doentes, afirmou um dos diretores do Serviço Nacional de Saúde britânico.

Com quarentena em vigor para sua enorme população e com 681 pessoas contaminadas e 13 mortes, a Índia estuda adotar medidas restritivas nos bancos. Há a possibilidade do fechamento da maioria das agências durante o bloqueio, com uma filial aberta a cada 5 km nas grandes cidades e abrindo em dias alternados no campo. A tendência é que a operação das agências seja direcionada às pessoas que não têm familiaridade com o digital.

O governo do primeiro-ministro Narendra Modi divulgou um pacote de estímulo econômico de cerca de 22,6 bilhões de dólares. Os bancos estudam ainda a permissão de serviços interoperáveis. Assim, clientes de uma determinada agência poderiam usar qualquer outra.

O Ministério da Saúde da Coreia do Sul prometeu adotar tolerância zero na entrada de pessoas no país. Os estrangeiros de países muito afetados pela Covid-19 serão deportados e os cidadãos coreanos que não respeitarem a quarentena obrigatória de duas semanas após a viagem serão denunciados à polícia, com possibilidade de prisão por um ano e multa de 8 mil dólares, e perderão apoio financeiro aportado pelo governo.

Dos 104 casos mais recentes, 30 são importados. São 9.241 contaminados e 142 mortes. Quase 90% dos estrangeiros sujeitos às regras instalaram em seus smartphone um aplicativo de rastreio de movimentos.

A Comissão de Direitos Humanos da Arábia Saudita informou que 250 estrangeiros detidos por crimes de residência e imigração não violenta foram liberados como parte dos esforços para conter a disseminação da doença. A intenção é que os estrangeiros consigam repatriação. São mais de mil contaminados e três mortes no país.

No Brasil

O presidente Jair Bolsonaro editou um decreto que torna as atividades religiosas como parte da lista de atividades e serviços considerados essenciais em meio ao combate ao novo coronavírus.

Santa Catarina anunciou a 1ª morte em decorrência de complicações do Sars-Cov-2. O catarinense de 86 anos morreu em São José, na Grande Florianópolis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *